Criptomoedas – Um roteiro prático. Parte 1 – Introdução

Criptomoedas

cryptocurrency_featureA primeira vez que ouvi falar em criptomoedas foi no curso on line do Coursera, que citei no meu artigo sobre MOOC. No curso, de 2013, o instrutor já sugeria a utilização de bitcoins em transações eletrônicas. Na época cheguei a criar minha carteira de bitcoins, por exigência do curso, mas parei nisso. Não fiz uma transação sequer.

Mas, há alguns meses, o assunto veio a tona num grupo do Telegram no qual discutimos sobre Economia e política e acabei me inscrevendo nesse canal do Telegram sobre Bitcoin.

Tendo despertado meu interesse, há algumas semanas comecei a pesquisar mais a fundo esse assunto e como achei bastante interessante, resolvi compartilhar com vocês.

Ainda sou um iniciante no assunto, mas já consegui compreender o funcionamento básico e realizar minhas primeiras transações. Com valores muito baixos (frações de centavos), pois ganhei meus primeiros bitcoins e dogecoins em sites que te dão criptomoedas em troca de visualizações de propagandas e vídeos.

Mas é o suficiente para compreender o funcionamento da rede.

Ainda não será nesse artigo que falarei sobre mineração e carteira off line, dois importantes tópicos sobre o assunto.

Assim que compreender melhor e ter alguma experiência prática, faço um novo post.

Sua primeira carteira virtual

Nesse artigo, eu vou passar a vocês um roteiro de como criar sua primeira carteira de critpomoeda, como conseguir algumas delas na internet sem precisar desembolsar um centavo para verificar como funciona esse novo meio de pagamento cada vez mais popular.

Antes de partir para a prática, vamos entender um pouco mais sobre criptomoedas:

Esse é um assunto que está ganhando espaço a cada dia. Principalmente pela popularização da criptomoeda mais famosa, o Bitcoin.

bitcoin-logo-3d

Mas afinal o que é uma criptomoeda?

De acordo com a Wikipedia, é uma maneira de fazer transações comerciais  protegidas por critpografia e na qual a criação de novas moedas é controlada.

O que tem gerado muita polêmica em torno das criptomoedas é a natureza descentralizada, ao contrário das moedas tradicionais, as moedas fiduciárias, como o Real, Dólar ou Euro que possuem controle dos respectivos bancos centrais.

Outro ponto polêmico é o fato das transações financeiras serem anônimas, o que tem feito dessas moedas a forma preferida para financiamento de ações criminosas. E isso tem tirado o sono de muita gente.

Mas, por outro lado, é uma nova maneira de realizar transações financeiras, de uma forma prática, rápida e sem a necessidade do envolvimento de terceiros.

Como nosso objetivo é mostrar um roteiro para você criar sua primeira carteira de criptomoedas e enchê-la com um punhado delas, eu não vou me aprofundar nas questões teóricas. Mas indico um site muito bom para começar a compreender um pouco mais sobre o assunto: o Bitcoin.org. Além disso a internet está repleta de artigos e vídeos muito interessantes, abordando a história, questões técnicas e até mesmo discussões profundas sobre as questões mais polêmicas sobre essas novas moedas.

Recomendo também assistirem esse vídeo:

Aqui o link para a continuação do artigo:

Parte 2 – Criando sua carteira virtual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *